Depois de escolher o destino ideal para você e sua família, é preciso escolher como chegar lá. A distância entre sua casa e o destino escolhido deve ser o principal fator na escolha do meio de transporte. Para destinos não muito distantes pode valer a pena pensar em uma viagem de carro ou de ônibus, enquanto que para lugares mais distantes você provavelmente vai preferir um voo de avião ou um passeio de trem.

Dependendo do seu meio de transporte e do seu destino, você terá um espaço maior ou menor para a bagagem. Durante viagens de carro, você tem a possibilidade de encher o porta-malas com todas as malas, roupas, brinquedos e apetrechos que você e sua família podem vir a precisar, mas mesmo nestes casos, saber não levar um monte de coisas desnecessárias é sempre uma boa ideia.


Para viagens de avião, ônibus ou trem, é sempre importante saber qual o peso máximo de bagagem por pessoa, além do tamanho máximo da bagagem de mão, assim você não encontrará problema na hora de despachar as malas ou de embarcar. Tenha certeza de que você tem tudo que possa precisar durante a viagem em sua bagagem de mão. Tenha pelo menos uma troca de roupa, fraldas em quantidade suficiente para as horas de viagem (e mais algumas extras), lenços umedecidos, mamadeira pronta (com o leite em pó, mas sem agua) e também vazias (para dar agua ou suco ao seu filho), além de brinquedos (que não façam muito barulho ou sujeira) e objetos para entreter a criança durante a vigem.

Para viagens muito longas, dê preferencia aos voos noturnos ou em horários que se encaixem na soneca da tarde do seu filho, para que ele passe a maior parte da viagem dormindo. Chegar ao destino é, normalmente, a parte mais chata da viagem, enquanto seu filho dorme, ele não vê passar a viagem, e estará mais descansado para aproveitar melhor os passeios e lugares novos.


Para viagens com bebês pequenos, é importante saber qual a idade mínima para viajar. A maior parte das empresas aéreas permite bebês com pelo menos 7 dias, mas algumas empresas estipulam uma idade mínima de 10 dias. Na duvida, é importante descobrir antes de tentar embarcar. Consultar seu pediatra também é uma boa ideia, já que os bebês recém-nascidos ainda não tomaram as primeiras vacinas e, por isso, estão mais suscetíveis a doenças.

Para viagens nacionais, crianças até 12 anos podem viajar com apenas um dos pais ou com um parente de até 3º grau apenas com documento de identidade e comprovação de parentesco. Para viagens internacionais, por outro lado, é necessário um documento de permissão, no próprio passaporte, ou registrado em cartório, para qualquer menor, até os 18 anos, que não esteja acompanhado de ambos os pais.

Vamos dar mais algumas dicas para ajudar você a se preparar para uma viagem em família no próximo post. Deixe um comentário com dúvidas e perguntas que tentaremos responder na próxima postagem.

Até lá!