Uma gestação normal dura 40 semanas, mas os bebês dificilmente nascem exatamente no dia em que estão previstos para nascer. Alguns ficam no útero alguns dias, ou mesmo semanas a mais (nesses casos, quando se aproxima a 42ª semana, normalmente se é marcada uma cirurgia cesariana ou a indução do parto), enquanto outras nascem antes do tempo.

Todo bebê que nasce antes da 37ª semana é considerado um bebê prematuro. Alguns são considerados prematuros moderados, aqueles que nascem de 30 a 36 semanas antes da data prevista, enquanto outros são prematuros extremos, de 24 a 29 semanas antes do tempo. Todos os bebês prematuros vão precisar de cuidados logo após o nascimento, mas o período de tempo em que eles precisam ficar internados varia de acordo com quanto tempo antes eles nascerem, do peso e da rapidez com que eles terminam de se desenvolver fora do útero.

Existem alguns fatores que aumentam a probabilidade de um nascimento prematuro, entre eles estão algumas doenças da mãe, como hipertensão, diabetes e infecções, além de gestações múltiplas (ou seja, gêmeos) e má formação da placenta. Mães muito novas (com menos de 17 anos) ou acima dos 35 anos também correm um risco maior de terem um parto prematuro.

 Após o nascimento, o bebê vai precisar passar algum tempo na incubadora. Isso é necessário por que o bebê não consegue regular a temperatura do corpo, ou seja, ele se mantem, normalmente, na temperatura do ambiente, mas precisa de uma temperatura mais elevada para continuar se desenvolvendo.

Ele também precisa ser monitorado com cuidado, já que, quanto mais prematuro é o bebê, mais cuidados ele precisa. Os pulmões, o coração e o sistema imunológico são os últimos a se desenvolverem completamente, por isso os bebês nascidos prematuros ainda não tem estes órgãos completamente desenvolvidos, e estão mais suscetíveis a infecções e outras doenças provocadas por vírus e bactérias. A higiene é essencial antes de qualquer contato com o bebê.

Ver seu bebê ligado a monitores, cabos e sondas não é nada fácil. Mas a sua interação com o seu bebê também é muito importante no desenvolvimento dele. O seu carinho e afeto ajudam o bebê a se acalmar e se sentir mais confortável e seguro. Toda a energia do bebê está voltada para o desenvolvimento dele, então pode levar alguns dias ou mesmo semanas até que o bebê comece a abrir os olhos e a interagir com o mundo a volta dele. Isso é normal, e você precisa aceitar que seu bebê ainda não está pronto para absorver todos os estímulos que o cercam.

Existem vários fatores que precisam ser considerados pelos médicos antes de o bebê prematuro receber alta e poder ir para casa. O desenvolvimento dos órgãos, do sistema imunológico e o ganho de peso do bebê estão entre os principais fatores. Normalmente o bebê pode receber alta quando alcança os 2 kg em peso, mas isso também depende dos outros exames e testes feitos pelo pediatra.

Quando seu bebê recebe alta, independentemente do tempo em que ficou internado, você está, efetivamente, levando um recém nascido para casa. Isso quer dizer que o bebê se encontra no mesmo estágio do desenvolvimento que um bebê recém nascido de tempo normal. Durante todo o tempo que seu bebê ficou internado, toda a energia dele foi gasta para chegar até este estágio, por isso os cuidados com o seu bebê e o nível de desenvolvimento dele são equalizados com os cuidados necessários com um bebê recém nascido.

Mas existem sim alguns cuidados extras que seu bebê pode precisar, a higienização das mãos antes de lidar com o bebê é essencial, assim como pode ser necessário limitar o contato de visitas e familiares (principalmente os que não vivem na mesma casa) com o bebê. Isso é necessário pois o bebê ainda está mais suscetível a doenças e infecções, então é melhor evitar o contato com pessoas com tosse ou gripe.

Saídas de casa, principalmente para lugares muito movimentados ou cheio de pessoas estranhas também devem ser evitados, principalmente nos primeiros meses de vida do bebê. Não só existe o risco de doenças, mas também a possibilidade de superestimular o bebê. Cores, pessoas e barulhos em demasia podem ser um choque para o sistema nervoso do bebê, então preste atenção aos sinais dados pelo seu bebê. Se ele se mostrar agitado demais, quieto demais, tenso ou com a respiração acelerada, leve seu bebê para um ambiente mais calmo para que ele possa se recuperar.

Um ponto que normalmente preocupa os pais é o ritmo de desenvolvimento do bebê. Para calcular a idade corrigida do bebê (idade utilizada para monitorar o peso e o desenvolvimento do bebê) é necessário descontar da idade as semana ou meses que seu bebê nasceu antes das 40 semanas. Ou seja, se seu bebê tem cronologicamente 6 meses, mas nasceu 2 meses antes do tempo, a idade corrigida dele seria de 4 meses e não de 6. Esse atraso no desenvolvimento pode durar até os 2 anos de vida do bebê, e o acompanhamento médico é essencial para evitar outros problemas e sequelas possíveis decorrentes do nascimento prematuro.

É muito importante também que as mães recebam acompanhamento médico, já que muitas vezes se culpam pelo nascimento prematuro dos filhos. Esse sentimento é normal, mas pode levar a problemas no relacionamento com a criança, como a mãe estar convencida de que qualquer outra pessoa além dela pode cuidar melhor do que o bebê do que ela.

Mas apesar de todos os cuidados e atenção necessários nos primeiros meses de vida do seu bebê, aproveite todos os momentos para curtir seu bebê e ficar perto dele. Sua presença é essencial no desenvolvimento do seu bebê. Seu carinho e afeto ajudam seu bebê a se sentir confortável e seguro, então aproveite todos os momentos junto dele, seja nas visitas ainda no hospital, e ainda mais quando ele estiver pronto para ir para casa.

A Be Little foi criada da necessidade sentida pela criadora da marca em encontrar roupas para os filho gêmeos prematuros. Nossa linha de roupinhas para bebês prematuros tem macacões, bodies e saídas maternidades super confortáveis para deixar seu bebê protegido com todo amor e carinho.