Na vida agitada, de rotinas fechadas e com prazos apertados que temos nos dias de hoje, ter filhos e cuidar deles é uma tarefa complicada. Um bebê precisa de atenção, carinho e cuidados, uma criança de um ou dois anos precisa de estímulos, de atenção e tempo de interação com os pais. E conforme seu filho vai crescendo e aprendendo a fazer coisas por si mesmo, pode parecer que o tempo necessário para ficar de olho em seu filho diminui, mas a realidade é que você precisa prestar atenção em seu filho, cuidando e guiando ele por toda a sua vida.

Cuidar dos filhos é uma tarefa diária e que não vai acabar nunca. Enquanto seu filho é pequeno, ele parece se entreter com coisas simples, como um brinquedo, uma tampa de panela ou outros objetos que você tem fácil acesso em casa. Você provavelmente já ligou sua televisão em um canal infantil e deixou a televisão entreter seu filho por algum tempo enquanto você faz alguma tarefa doméstica ou resolve algum problema de trabalho.

Podem não existir mais muitos programas na televisão aberta voltados exclusivamente para as crianças, mas existem vários canais de TV por assinatura e mesmo pela internet cheios de programas apropriados para crianças de todas as idades. Mas usar a televisão como babá, todos os dias e por várias horas, é prejudicial ao desenvolvimento mental e social das crianças. Principalmente das crianças com menos de 2 anos.


Você pode pensar que crianças pequenas, com menos de 2 anos não entendem o que está acontecendo em volta deles, mas estudos indicam que a visão periférica das crianças, desde muito cedo, é mais aguçada que a dos adultos, ou seja, eles enxergam e absorvem tudo o que acontece ao redor deles. É dessa forma que o cérebro deles começa a formar padrões de fala e de comportamento. Deixar seu filho pequeno na frente da televisão, mesmo nos canais infantis, cria um vinculo entre a criança e a televisão que vai se estender por toda a vida dela, prejudicando as interações sociais, psicológicas e mentais da criança, o que pode causar problemas de atenção, isolamento social, problemas motores e obesidade infantil.

Estudos feitos por universidades nos Estados Unidos, Inglaterra e Canadá indicam que crianças que passam muitas horas na frente da televisão estão mais propensas a desenvolverem problemas de déficit de atenção quando chegam a idade escolar, já que estão acostumadas aos acontecimentos rápidos da televisão, e se entediam facilmente ao serem expostas à velocidade da vida real e dos métodos de aprendizado. A falta de interação social desde cedo também atrapalha a relação entre as crianças, que não aprenderam a reagir de forma saudável quando confrontadas com outras pessoas e situações sociais do dia a dia.

Crianças que ficam desde muito cedo paradas em frente à televisão também tendem a começar a andar mais tarde, assim como estão mais propensos à obesidade infantil, já que passam muitas horas paradas em frente à televisão. Controlar o tempo na frente da televisão e estimular a mobilidade da criança com brincadeiras e atividades é essencial para o desenvolvimento motor dela. Estes problemas se mostraram ainda mais recorrentes e intensos em crianças que passaram muitas horas na frente da televisão antes dos 2 anos de idade.

Mas mesmo depois dos dois anos, não é recomendado deixar as crianças na frente da televisão por mais de duas horas por dia. O recomendável é dividir estas duas horas em intervalos de 20-30 minutos e ocupar o tempo da criança com brincadeiras, brinquedos e atividades que incentivem a criatividade e a mobilidade da criança.

Existem, sim, programas interessantes e apropriados para seu filho assistir. Desenhos e programas infantis que ajudam no desenvolvimento da criança e que estimulam a curiosidade e a busca pelo conhecimento. Deixar seu filho assistir alguns programas na semana pode estimular a curiosidade e a criatividade.

Mas é muito importante saber e acompanhar o que seu filho está assistindo, e isso deve ser feito sempre, até a adolescência. Mesmo nos canais infantis, existem programas dedicados para cada fase do desenvolvimento da criança, ter certeza de que seu filho está vendo um programa apropriado para a idade dele é fundamental, assim como deixar aberta a possibilidade de conversar sobre o que está acontecendo na tela, caso seu filho tenha alguma pergunta, ou você veja uma oportunidade para falar sobre algum assunto.

Não coloque uma televisão no quarto do seu filho. Ter a televisão em um ambiente familiar facilita a monitoração do que seu filho está assistindo, assim como a intervenção dos pais, mudando de canal ou fazendo algum comentário, caso você ache que seja necessário. Ter a televisão no quarto dificulta a monitoração do que seu filho está vendo. Também faz com que a criança vá dormir mais tarde, e mais agitada, o que dificulta o sono e pode causar sonhos agitados ou pesadelos.

Não deixe a televisão ligada durante as refeições. Use esses momentos para conversar e interagir como família, para discutir o que foi feito no dia ou planejar o que fazer no dia seguinte. Observar uma boa relação entre familiares faz com que seu filho imite estas interações no futuro com amigos e outros familiares.

As crianças imitam o comportamento dos adultos. Se você passa muitas horas na frente da televisão, seu filho vai imitar este hábito. Criar novas rotinas pode ser difícil, principalmente no ritmo agitado da vida de hoje, mas tirar um tempo todos os dias para dar atenção ao seu filho, brincando com ele, cantando para ele e estimulando o desenvolvimento dele é muito importante para a criação de uma criança saudável e feliz.

A Be Little quer ajudar você a cuidar do seu filho sempre. Nossa linha de roupinhas vai desde o tamanho prematuro até 8 anos, com pijamas, macacões e conjuntos feitos em materiais super confortáveis que permitem a movimentação da criança sem apertar ou atrapalhar os movimentos dela. Conheça também nossa coleção de Verão, com roupinhas lindas para brincar ou passear.

Aproveite também nossa promoção de Dia das Crianças, com descontos de até 60%! E ganhe 20% de desconto na compra de 2 pijmas, clique e confira a promoção!