Muitos casais decidem desde cedo o número de filhos que querem ter. Planejam com antecedência quando cada filho vai nascer, qual a diferença nas idades entre as crianças, onde vão morar, que carro vão ter... Nem sempre os planos acontecem como planejado, e em muitos casos os planos acabam sendo adiantados ou adiados. O nascimento do primeiro filho é sempre um evento importante, os pais de primeira viagem sempre tem muito o que aprender. A chegada do segundo filho é também um evento, embora os pais já tenham alguma experiência no cuidado necessário com o recém nascido, a chegada do irmãozinho pode causar alguns problemas, e também muitos aprendizados.

Apesar da quantidade de filhos por casal estar diminuindo, muitos ainda querem ter pelo menos dois filhos e, por mais certo que dêem os planos, é sempre importante pensar que, com a chegada do segundo (ou terceiro) filho não é só a sua rotina que vai mudar, mas também a do seu primogênito (e também do segundo, se for esse o caso). Essa mudança vai com certeza causar alguns conflitos, então é muito importante se preparar para ela, assim como ao seu filho mais velho.

Muitos dizem que uma diferença de até 3 anos entre as crianças é melhor para criar companheirismo entre os filhos. Idades próximas deixam as crianças em fases próximas de crescimento. Outras mães contam histórias de como ter filhos com 8 ou 9 anos de diferença foi uma benção, já que o mais velho tem mais capacidade de ajudar na criação e no cuidado do menor. Independentemente do seu caso, um novo bebê é um ajuste imenso à rotina da família e ao relacionamento entre todos os envolvidos.

Se por um lado, com o segundo bebê você vai se sentir mais segura com a gravidez e com os cuidados necessários com o recém nascido, por outro o trabalho de cuidar dos filhos, da casa, do trabalho e do marido quadruplicam. O cansaço aumenta, a rotina muda, e você vai ter que lidar não só com um bebê chorando de fome ou sono, mas também terá que dar atenção e carinho para o filho mais velho. Tudo isso sem perder a força de vontade de levantar da cama (principalmente no primeiro mês, em que você ainda está se recuperando do parto).

Para muitas mães criar essa nova rotina é a coisa mais fácil do mundo, para outras parece uma tarefa impossível. Não se desespere. O mais importante é conhecer seus limites e pedir ajuda quando precisar. Principalmente do seu parceiro e da sua família. Planeje e pense como você quer que seja a rotina da sua família depois de o bebê nascer, e se você acha que não vai dar conta de fazer tudo sozinha, peça ajuda.

Você provavelmente já ouviu histórias de horror de crianças boazinhas que se tornam terrores com a chegada do irmãozinho, mas não se preocupe tanto, cada criança é diferente, e você vai aprender a lidar com o seu filho caso seja necessário. Para ajudar nesse momento de transição, aqui vão algumas dicas de como preparar seu filho e sua família para a chegada do novo bebê:

- Converse com seu filho o quanto antes. Se você está planejando ter um segundo filho, pode perguntar o que seu primogênito acha de ter um irmãozinho antes mesmo de engravidar. Se a resposta for negativa, você já pode começar a explicar todas as vantagens de se ter um irmão ou irmã, assim o mais velho já começa a se acostumar com a idéia.

-Inclua o mais velho o máximo possível. Desde o momento em que a gravidez é descoberta, você já pode incluir seu filho, pedindo a opinião dele com nomes, roupas, brinquedos, berço... quanto mais o primeiro filho for incluído nas decisões, mas ele vai perceber que a chegada do irmão não vai fazer você esquecer ou deixar de amar ele.

-Não deixe para fazer grandes mudanças na vida do seu filho para depois da chegada do bebê. Se você for mudar ele de escola, de quarto, de cama, tirar fralda, desmamar... todas as grandes mudanças devem ser feitas antes da chegada do bebê, assim seu filho não vai associar essas mudanças com o irmão. Explique, tanto quanto for possível, que as mudanças estão acontecendo por que ele está crescendo, mostre pra ele que essas mudanças de forma alguma querem dizer que você vai esquecer ou deixar de amar seu filho.

-Prepare o quarto do bebê com antecedência. Se essa já é uma dica importante com o primeiro filho, ter certeza que você terá espaço suficiente para o novo bebê é ainda mais importante. Principalmente se seus filhos forem dividir o quarto. Quanto antes você começar os preparativos, mais tempo seu primogênito vai ter para se acostumar com a idéia de dividir o quarto, os brinquedos e os pais.

-Leve seu filho junto em algumas consultas pré-natais, ouvir o coração do irmãozinho, ou vê-lo no ultrassom ajuda a criar um vinculo afetivo com o irmãozinho mesmo antes dele nascer. Deixe que ele escolha algumas peças de roupas ou brinquedos, mesmo que sejam coisas que você não teria escolhido. Se sentir incluído nessas atividades com certeza vão mostrar para seu filho que o irmãozinho não está vindo para tomar o lugar e a atenção dele.

Seu filho mais velho pode adorar a idéia de ter um irmãozinho, até o irmãozinho chegar e nada ser como ele esperava. Muitas crianças acham que ter um irmãozinho é como ter um amiguinho de escola, que vai chegar já do tamanho dele e vai poder brincar com ele imediatamente. Você pode explicar, já durante a gravidez, que o bebê está crescendo dentro da barriga e que mesmo quando nascer ainda vai precisar crescer antes de poder brincar de tudo que seu filho mais velho já brinca. Contar histórias e mostrar fotos de recém nascido do mais velho podem ajudar seu filho a entender melhor que o irmãozinho não vai chegar do tamanho dele.

-Aprenda a dividir seu tempo e sua atenção. Um dos motivos mais comuns para os filhos mais velhos começarem (ou voltarem) a fazer birra com a chegado do irmão mais novo é a falta de atenção dos pais. Isso não quer dizer que você está deixando seu filho mais velho de lado. A sua atenção, cuidado e carinho precisa ser dividida entre as duas crianças, que precisam de atenção e cuidados diferentes, e o bebê que acabou de chegar vai ser o centro das atenções da família, o que pode causar ciúmes, cenas de birra e teimosia.

Tente ao máximo dividir sua atenção. Veja a situação também pelo lado do filho mais velho, se antes o seu tempo era dedicado exclusivamente a ele, agora ele precisa dividir você com uma outra criança que só chora, dorme e come, ou seja, com quem ele não pode brincar. Isso quer dizer que o mais velho vai fazer de tudo para chamar sua atenção, provavelmente tentando fazer coisas que já funcionaram antes, como mostrar um desenho, ou brinquedo. Dê atenção para ele nesses momentos. As birras e choro vão começar se você não der nenhum dos sinais de afeto e atenção que sempre deu nesses momentos.

Quanto mais você conseguir incluir seu filho mais velho na rotina do mais novo, maiores são as chances de você não ter duas crianças chorando e chamando por você ao mesmo tempo. Isso com certeza vai acontecer muitas vezes, mas, ao dividir sua atenção e incluir o mais velho na rotina do mais novo (ou vice-versa) você vai diminuir as chances de um chamado de atenção se tornar uma crise de choro, birra e drama de tamanho épico.

Existe um período de ajuste para toda a família. Os primeiros meses são os mais difíceis para todos, mas conforme a nova rotina da família vai se formando, seu filho mais velho vai se acostumando com o mais novo e você vai perceber que logo o mais velho vai demonstrar amar o irmãozinho tanto quanto você. Mesmo quando as brigas começarem (e praticamente impossível não haver nenhuma briga entre irmãos, então é melhor se acostumar com a idéia).

Tudo o que você pode fazer para facilitar esse momento de adaptação é dividir sua atenção, seu tempo e seu carinho entre seus filhos, dizer o quanto você ama e tem orgulho deles sempre que possível, e tentar manter a calma quando um começar a implicar com o outro. E quando possível, tire um tempo pra você e para o seu parceiro, afinal, vocês também precisam de um tempo para relaxar e recarregar as energias.

A Be Little sabe o quanto você se preocupa com seus filhos e quer ajudar e compartilhar de todos os momentos importantes, para isso nossa linha de roupinhas vai desde roupas para prematuros até crianças de 8 anos, temos pijamas, conjuntos, calças, casacos e blusas que vão deixar seus filhos lindos e confortáveis no passeio ou nas brincadeiras.

Nessa semana, aproveite 20% de desconto na compra de 2 ou mais produtos da nossa loja virtual, basta utilizar o código  IRMAOS antes de finalizar seu pedido.