O quarto do bebê é um lugar mágico. Só de estar dentro do quarto todo arrumadinho já dá pra ter a sensação de que se tem um bebê em casa. Mas para chegar a esse ponto, é necessária muita preparação, organização e paciência.

O ideal é começar a planejar o quarto do bebê logo depois de descobrir a gravidez, assim você vai ter tempo e energia para planejar, pesquisar e visitar milhares de lojas e sites para ter uma idéia melhor do que você quer. O fato de você não saber ainda qual o sexo do bebê não é necessariamente um problema. Você já pode ir pensando e planejando o layout do quarto, onde vai ficar o berço, a cômoda, o armário, se vai trocar o tapete, mudar a iluminação e toda a parte estrutural do quarto mesmo sem saber o sexo do bebê.

Os primeiros meses são ótimos para começar esse planejamento. Você ainda tem energia e disposição para bater perna e pesquisar preços, modelos e estilos dos móveis. E quando você souber o sexo, pode começar a pensar em cores e decorações.

O primeiro passo é com certeza decidir onde será o quarto do bebê, qual o espaço que você tem disponível na sua casa, se você vai dar uma nova utilidade para um espaço, se você tem espaço para um quarto, ou se será apenas um canto do seu quarto. Quando você tiver isso decidido, pode começar a planejar como utilizar o espaço.

Os principais móveis, e também os mais necessários, são: o berço, uma cômoda, um armário e, se possível, uma poltrona de amamentação. Estes móveis ocupam espaço, então planejamento e organização são essenciais nesse momento.

Se você não tiver muito espaço, pode dispensar a poltrona, o armário ou a cômoda, o berço pelos primeiros meses pode não ser muito utilizado, mas a partir do momento que seu bebê dorme a noite inteira (ou quase) você com certeza vai precisar dele.

Procurar a ajuda de um especialista, arquiteto ou decorador, pode ajudar você a olhar o espaço que você tem de uma forma mais prática. É um custo a mais, e não é absolutamente necessário, mas se você estiver completamente perdida sem conseguir decidir o que cabe ou não no espaço que você tem, contratar alguém pra te ajudar pode ser uma boa solução.

A primeira coisa a fazer é começar pelo teto, chão e paredes. Não necessariamente pintá-los, mas se você for trocar o piso, rebaixar o teto, trocar a iluminação ou algo que mexa com a estrutura do quarto, esta deve ser sua prioridade nos primeiros meses de gravidez. Não adianta começar a comprar os móveis se depois você tiver que tirá-los do lugar para colocar um piso novo.

Lembre-se que o prazo de entrega dos móveis pode ser demorado, então não deixe para escolher o berço na ultima hora. Assim que você começarem as preparações no piso, teto e paredes, você já pode comprar os móveis. Até eles chegarem a reforma provavelmente já terá terminado.

Quando você descobrir o sexo do seu bebê, pode começar a pensar na decoração, na cor da parede, cortina e etc. Os móveis já podem ser colocados em seus lugares e o quarto vai, aos poucos ganhando aquele encanto de bebê.

Você vai começar a comprar as roupinhas, vai colocando os enfeites, e tudo vai ganhando aquele ar mágico. Tenha sempre em mente que um bebê é um ser frágil. Quando for escolher o berço, tenha certeza de que as grades não tem mais do que 6 cm entre elas, que o colchão (que pode ou não vir junto com o berço) é do tamanho certo, que o móvel está firme e que já vem com os buracos necessários para abaixar o estrado conforme o bebê vai crescendo.

Protetores de berço podem ser muito bonitos, mas eles não são necessariamente práticos. Além de precisarem ser lavados com freqüência para não causar alergias, podem servir de degraus para ajudar seu bebê a escapar do berço quando ele começar a ficar de pé.

A cômoda é um ótimo móvel. Além de ter gavetas e espaço para pendurar as roupas do bebê, muitas delas já servem também como trocador. Se esse for o caso, tenha certeza de que a altura dela é de cerca de 90 cm, podendo ser mais alta ou mais baixa dependendo da altura da mãe, você com certeza vai utilizar muito o trocador, então escolha um que com a altura apropriada para não causar dores na lombar. O espaço do tampo além de servir de trocador, permite que você tenha a mão tudo o que você vai precisar para trocar o bebê.

A poltrona de amamentação não é estritamente necessária, mas pode ser um bom lugar para acalmar o bebê, amamentar, contar histórias e relaxar. Se você tiver oportunidade e espaço, é uma boa dica. Esse momento de conexão entre mãe e bebê fica mais aconchegante e confortável para os dois.

Se programe e organize para que o quarto do bebê já esteja praticamente pronto até a 36ª semana. Assim, mesmo que o bebê chegue um pouco antes você estará preparada para recebê-lo.

O ultimo mês de gravidez deve ser o mais livre de stress possível. É o momento de arrumar a mala da maternidade, lavar e guardar as roupinhas, colocar os últimos toques de decoração como móbiles, bichos de pelúcia e outros itens que vão deixar o quarto ainda mais com cara de bebê. Curta todos estes momentos ao máximo e procure não deixar a arrumação mais pesada para a ultima hora.

A Be Little quer ajudar você a se preparar para esse momento tão especial Para isso temos uma linha de enxoval com jogos de lençol, mantas e cobertores super confortáveis que vão ajudar a dar um charme a mais no quarto do seu bebê.

Compartilhe suas experiências com a gente, deixe sua história em um comentário.