Seu filho está ansioso com a chegada do natal? Ainda acredita que é o Papai Noel quem traz os presentes para ele? Escreve cartinhas para o “Bom Velhinho”? Prometeu ser bonzinho o ano inteiro para ganhar o presente que quer?

Ter uma criança em casa nessa época de festas deixa tudo mais gostoso. Enfeitar a casa e a árvore de natal é mais divertido, assim como ver a emoção no rosto da criança quando ela vê as luzinhas de natal acesas pela primeira vez, a vontade de abrir os presentes o mais rápido possível e o encantamento das crianças com cada presente aberto.

O natal fica mais mágico quando se tem uma criança na família, os detalhes enfeitam cada cantinho e dão um ar ainda mais emocionante para tudo. Mas existem alguns cuidados que devem ser tomados nessa época, principalmente quando se tem uma criança pequena em casa.

Cuidado com as luzinhas de natal. Procure colocar as luzinhas no alto, fora do alcance das crianças, principalmente se seu filho estiver nas primeiras fases móveis, ou seja, aprendendo a andar ou engatinhar.

Procure colocar enfeites de pano e grandes na parte de baixo da árvore. Se sua árvore de natal está apoiada no chão, ou em local de fácil acesso às crianças, tente escolher enfeites maiores e que não quebrem facilmente na parte de baixo da árvore, assim, mesmo que seu filho consiga tirar algum dos enfeites da árvore, terá mais dificuldade em estraga-lo ou mesmo de coloca-lo na boca.

Depois de abrir os presentes, procure não deixar fitas e papel espalhado no chão, para que as crianças não se enrolem nas fitas ou engulam os papeis.

Converse com seu filho antes de leva-lo para ver o Papai Noel. Muitas crianças, quando veem o “bom velhinho” sentado no shopping ou parque, começam a chorar e se recusam a se sentarem para tirar foto. Faça um teste antes de entrar na fila, passando na frente do Papai Noel e perguntando se seu filho quer ou não chegar mais perto. A reação das crianças é imprevisível, e forçar a situação só vai piorar o choro e a birra.

Mesmo que seu filho pareça animado com a visita ao Papai Noel, isso não quer dizer que, ao ver o “bom velhinho” sentado, seu filho não possa reagir de forma negativa. Mostrar o Papai Noel e outras crianças interagindo com ele pode ajudar seu filho a superar o medo chegar perto dele. Se mesmo assim seu filho continuar recusando chegar perto do Papai Noel, não force. O medo não é algo que deva ser punido. Converse com seu filho, explique que ele não precisa ter medo do Papai Noel, e se mesmo assim ele ainda não quiser se sentar no colo dele, tente novamente no ano seguinte.

Conforme as crianças vão crescendo, elas vão amadurecendo e mudando. Uma coisa que elas não suportavam à alguns meses atrás pode ser a nova coisa favorita deles. O mesmo acontece com a crença no Papai Noel, e na vontade de encontra-lo.

Vai chegar, também, o momento em que seu filho vai deixar de acreditar no Papai Noel. Não existe idade certa para que isso aconteça, e pode ser que você nem se dê conta de que seu filho não acredita mais, até que ele te diga que sabe que o Papai Noel não existe.

Se seu filho realmente acredita no Papai Noel, não diga para ele que o “bom velhinho” não existe. Seu filho vai chegar a essa conclusão sozinho, ou com a ajuda dos amiguinhos, em algum momento. Quebrar a inocência e a crença da criança obrigando ela a aceitar a realidade é traumático, e pode causar problemas comportamentais e emocionais.

A magia do natal está na crença de que existem coisas boas no mundo, e a inocência das crianças é parte essencial dessa magia e do encanto que toma conta de todos nessa época do ano.

A Be Little quer fazer parte do encanto dessas festas, nossas roupinhas são feitas com todo o carinho para vestir e cuidar do seu filho. Dê uma olhada na nossa promoção de Natal e aproveite!