A Dengue é um assunto muito falado ultimamente. Assim como o Zika Vírus e a febre Chikungunya, a Dengue é transmitida por um mosquito, o Aedes Aegypti. É esse mosquito – preto com manchas brancas no corpo e nas patas – que anda causando tantos problemas e preocupando todo mundo.

Esse mosquito nasceu no continente africano e veio para as Américas com os navios negreiros, e já naquela época a Dengue causava problemas. Os sintomas da Dengue são: febre aguda, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, perda do paladar e apetite, manchas e erupções na pele, náusea e vomito, tontura, cansaço extremo, moleza e dor no corpo e dores nos ossos e articulações.

Existem 4 tipos de vírus da Dengue – DEN1, DEN2, DEN3 e DEN4 – o que quer dizer que uma pessoa pode pegar essa doença 4 vezes. O nosso corpo cria anti-corpos contra o vírus,então se uma pessoa pega Dengue uma vez, ela não pega esse mesmo vírus novamente, mas como existem 4 tipos de vírus, é possível uma pessoa pegar Dengue mais de uma vez na vida dela, cada vez de um tipo diferente de vírus. E a cada novo surto da doença, os sintomas são mais graves, pois o corpo da pessoa infectada está mais sensível ao novo tipo de vírus. Sem contar a possibilidade da Dengue hemorrágica, que pode ser fatal.

A doença funciona assim: alguém, há muito tempo atrás, foi infectado de alguma forma com o vírus da Dengue, veio um mosquito Aedes Aegypti e picou essa pessoa. O vírus ficou dentro do mosquito e, a cada nova picada feita por ele, transmitiu o vírus para outras pessoas. Essas outras pessoas ao serem picadas por um novo mosquito, passam a contaminar o mosquito, que continua a transmitir o vírus pelo resto da vida dele, contaminando mais e mais pessoas e assim por diante.

Não existe um tratamento para a doença. O que se pode fazer é tratar os sintomas da Dengue, o que deve ser feito com acompanhamento médico, já que alguns medicamentos podem piorar os sintomas, principalmente no caso da Dengue hemorrágica.

Só existe um único jeito de se defender com toda a certeza desse Vírus: não ser picado pelo mosquito. A Dengue, diferentemente da gripe, não passa de uma pessoa para a outra. A picada do mosquito é o único meio de transmissão conhecido desta doença. Por isso não ser picado é a única forma de prevenção real da doença.

O grande problema é fazer com que isso não aconteça. Não ser picado por um mosquito não é fácil. Não existe método 100% garantido contra mosquitos. O que se pode fazer para se proteger deles é participar das campanhas municipais, estaduais e federais para o combate do mosquito, ou seja, não deixar água parada em lugar nenhum – os ovos dos mosquitos são resistentes, mesmo que o local seque antes da larva nascer, ele continua lá, esperando uma nova chuva, então cuide mesmo para não deixar nenhum lugar pronto para gerar novos mosquitos.

Outra opção é se fechar em casa, com telas e mosquiteiros em todas as janelas e torcer para que nenhum mosquito entre lá dentro. Ou ligar o ar condicionado, mosquitos não gostam de frio, então eles tendem a ficar longe de salas geladas.

Você também pode usar um repelente contra mosquitos, apesar da aparente falta deste produto pela alta procura da população e das investigações sobre um possível aumento exagerado dos preços em alguns estados brasileiros. Deve-se levar em conta, também, que, nos casos de bebês com menos de 6 meses, o uso de repelentes não é recomendável.

Uma última opção para se proteger dos mosquitos, e que pode parecer meio estranha com esse calor todo que faz nos últimos dias, é o uso de roupas que cubram mais o corpo, ou seja, mangas longas e calças cumpridas. O uso desse tipo de roupa diminui o campo de ataque do mosquito apesar de não impedir 100% a picada sobre o tecido da roupa. Para impedir a picada com 100% de segurança é necessário aplicar o repelente sobre a roupa o que não é recomendável para bebês menores de 6 meses.

Para bebês menores de 6 meses pode ser uma das únicas opções contra essa doença, mas não são apenas os bebês que se beneficiam com essa opção. Se você mora em uma área com muitos mosquitos, cuidar para que seu filho não seja picado é uma tarefa difícil, mas não é impossível. Basta fazer sua parte para que o número de mosquitos diminua e se proteger dos mosquitos, utilizando umas das opções acima. 

Para ajudar você a proteger seu bebê, a Be Little oferece kits de body manga longa e calça, também temos o kit de luva/gorro/pantufa para proteger as mãos, pés e cabeça do bebe. Para garantir conforto e proteção durante o sono, temos o jogo de lençol Be Little que cobre todo o corpo do bebe tanto para berços de tamanho normal e americano. Outra alternativa é o pijama de zíper que cobre o corpo do bebe até o pescoço, além de várias outras opções de roupas de manga longa (camisas e macacão) que podem ajudar você a proteger seu bebê dessa doença.

 

Lu Bechara