Dormir é fundamental para o crescimento e o desenvolvimento de uma criança. Um bebê recém-nascido dorme entre 15 e 18 horas por dia, em intervalos de 2 ou 3 horas, e a quantidade de horas acordadas do bebê vai aumentando conforme ele vai crescendo. Mas seja um bebê recém-nascido ou uma criança um pouco maior, você provavelmente vai perceber que, quanto mais cansada está a criança, mais difícil é coloca-la na cama.

Uma criança com sono vai sempre dar sinais como bocejos, irritação, mãozinhas coçando os olhos, piscadas mais lentas e demoradas. Quando seu filho começar a demonstrar alguns desses sinais, é hora de começar seu ritual diário de coloca-lo na cama. Se, por qualquer motivo, isso não for possível naquele momento, você provavelmente vai perceber que, quanto mais tempo você demora para começar esse ritual diário, mais difícil será realiza-lo.

Conforme a criança vai vencendo o cansaço, o corpo dela começa a liberar adrenalina, que faz com que ela fique alerta, mesmo estando cansada. Essa energia extra que parece surgir, porém, não impede que a criança continue demonstrando sinais de sono e de cansaço, apenas faz com que o corpo e a mente da criança continuem trabalhando, apesar do cansaço.

Para ajudar seu filho a dormir nessa situação, é necessário fazer com que ele relaxe, o que pode ser difícil, principalmente quando a criança se recusa a fazer qualquer coisa que você peça.

Nesses momentos você pode ler para a criança, assistir a um filme ou desenho sem muitas emoções, ou uma bebida morna. A criança precisa entender que este não é mais o momento de agitação e brincadeiras, mas sim de relaxamento e descanso.

Criar uma rotina é o caminho mais fácil para conseguir fazer com que seu filho tenha uma boa noite de sono, mas nem sempre é possível seguir a rotina perfeitamente, e nos casos onde não é possível colocar seu filho na cama no horário de sempre, ou deixar ele tirar uma soneca no meio da tarde, você precisa se preparar para enfrentar uma criança irritada, cansada e, ao mesmo tempo, cheia de energia.

Se realmente não for possível seguir sua rotina diária, você pode tentar métodos alternativos, como ambientes mais tranquilos e silenciosos, uma volta de carro, uma bebida morna ou embalar seu filho por alguns minutos. Mesmo que não seja possível colocar seu filho na cama naquele momento, mantê-lo relaxado e o mais próximo de adormecido possível na situação me que você se encontra, vai ajuda-la no momento de efetivamente colocar seu filho para dormir.

Preste atenção aos sinais que seu filho dá. Conforme ele vai crescendo, a quantidade de horas dormidas, principalmente durante o dia, vai diminuindo gradualmente, até chegar o momento em que seu filho não vai mais precisar tirar uma soneca durante a tarde. Isso não quer dizer que ele não possa querer dormir durante o dia, o que pode ser ou não permitido dependendo da sua rotina e das atividades necessárias de cada dia.

Existem, porém, outros fatores que podem atrapalhar o sono de seu filho. Fome, sede, dor e febre estão entre as principais causas da irritação e falta de sono das crianças. Se seu bebê ainda é muito novinho para conseguir indicar alguma dessas causas, você pode, e deve, tentar descobrir a causa, tentando dar de mamar, verificando o bebê está com febre ou com algum outro sinal de dor, como manchas, arranhões ou vermelhidão pelo corpo. Verifique também se não há sinal de infecção no ouvido ou na garganta, e caso encontre qualquer um destes sinais, procure a orientação do seu pediatra.

Se a causa da falta de sono não for nenhuma das citadas acima, você pode procurar uma causa emocional. Problemas familiares, falecimentos, mudanças de rotina, de casa, de escola, briga entre amigos, são todos fatores emocionais que podem prejudicar o sono da criança. Pesadelos recorrentes e terrores noturnos também podem fazer com que a criança não queira ir para a cama no horário indicado.

Nesses casos, vale conversar com a criança, explicando o motivo das mudanças ou questionando como ela se sente em relação a estes acontecimentos. Se seu filho ainda é muito novinho para explicar o que está acontecendo, você ainda pode tentar conversar com ele, já que o som calmo e ritmado da sua voz já é uma forma de acalmar e relaxar a criança.

A Be Little quer ajudar você a cuidar do seu bebê em todos os momentos. Nossa linha de pijamas é pratica, super confortável e com cores e estampas que vão deixar seu bebê uma gracinha mesmo na hora de dormir.