Se você já tem um filho, e está planejando aumentar sua família, deve estar pensando em algum destes pontos: Quando ter o segundo filho, como seu filho vai reagir ao ver o irmãozinho, como sua rotina diária vai mudar, que gastos a mais você vai ter, como lidar com ciúmes, e tantos outros pontos.

Para ajudar você nessa fase de transição, vamos dar aqui algumas dicas para ajudar você e sua família a se adaptarem a essa nova fase da vida de vocês:

- Decida a diferença de idade entre as crianças. Crianças em idade próxima tendem a criar um companheirismo forte desde cedo, além de estarem em fases próximas do desenvolvimento, enquanto uma diferença maior de idade faz com que seus filhos possam estar em fases muito diferentes do desenvolvimento, mas você talvez possa contar mais com a ajuda do mais velho no cuidado com o mais novo.

- Lembre-se que não é só você que terá que se adaptar a nova rotina. Seu filho mais velho e seu parceiro também são partes integrantes dessa nova rotina, e a adaptação deles é tão importante quanto a sua e a do seu novo bebê.

- Procure tirar um tempo todos os dias para dar atenção exclusiva ao mais velho. Encontre algum momento do dia em que você possa dar toda a sua atenção para o seu filho mais velho, dessa forma ele compreende de forma mais fácil que precisa dividir o seu tempo com o novo irmãozinho.

- Inclua o mais velho em algumas decisões. Deixe que seu filho mais velho escolha a cor do quarto do irmão, uma roupinha ou brinquedo, a inclusão nas decisões facilitam a aceitação do irmãozinho.

 


- Não crie mudanças drásticas na vida do seu filho junto com a chegada do irmão. Tente evitar mudanças de escola, de casa, de cama e de outros pontos chave da rotina do seu filho junto com a chegada do irmãozinho. Se você tiver que fazer alguma destas alterações, procure fazer isso com alguns meses de antecedência da chegada do irmão, para que ele já esteja mais acostumado à nova escola ou casa antes de mais uma grande mudança na rotina.

- Se você notar uma mudança grande no comportamento do seu filho, tente conversar com ele para descobrir como ele está se sentindo. Na grande maior parte das vezes, uma mudança de comportamento significa uma necessidade maior de atenção e carinho.


- Pense no espaço. Onde o novo integrante da família vai dormir? Ele vai ficar no mesmo quarto do mais velho? Se a resposta for sim, é importante você explicar para o mais velho que ele terá de dividir o espaço, e vale a pena lembrar que nos primeiros meses o seu bebê não vai dormir a noite toda, o que pode atrapalhar o sono do mais velho.

O mais importante é a comunicação, paciência, planejamento e cuidado. Explicando tudo com calma para o seu filho, planejando com cuidado as mudanças necessárias e sabendo que nem sempre os planos acontecem do jeito que você imaginou. Levando em consideração todos estes pontos, você com certeza vai ter uma transição mais tranquila e cheia de momento maravilhosos.


A Be Little quer compartilhar de todos os momentos da vida do seu filho, deixe um comentário contando pra gente como foi sua experiência ao aumentar sua família!